A Revista Íntegra, após cinco anos de publicações, chega ao fim.
Convidamos você a conferir esta última edição. Saiba mais...

terça-feira, 10 de novembro de 2009

The Lost Symbol: O novo livro de Dan Brown - Cristina Pereira

Dan Brown volta à cena literária com seu novo livro: The Lost Symbol. Mesma receita (misticismo, ciência maluca, religião, rituais, simbologia), mesmo herói (o elegante e inteligente simbologista da Universidade de Harvard, Robert Langdon), mesmo tipo de vilão (mentalmente desequilibrado e muito assustador), mas nova geografia. Desta vez a trama se passa não no velho, mas no novo mundo, que se mostra também terreno fértil para a reinterpretarão histórica e conexões místicas do estilo Dan Brown.

O pano de fundo de The Lost Symbol são os mistérios e símbolos ocultos entranhados em monumentos, obras de arte e prédios famosos da capital americana, Washington D.C. A trama central envolve a famosa e secularmente polêmica Maçonaria e a raízes da fundação dos Estados Unidos. Somam-se também a CIA, perseguições alucinantes, tecnologias futuristas, e é claro um toque de ciência absolutamente irreal.

A receita continua a mesma, e a forma de capturar o leitor também. Capítulos curtos, que sempre se fecham com uma frase de impacto no decorrer de um evento revelador. 500 páginas devoradas num piscar de olhos. Ainda que o conteúdo seja sempre altamente "nonsense", eu me divirto com os livros de Dan Brown. Gosto dos mistérios estapafúrdios, do suspense, da dinâmica e de livros que me fazem esquecer todo o resto por algumas horas. Certamente, será de novo um grande thriller levado às telas dos cinemas.
O livro foi lançado em língua inglesa, em setembro (vendendo mais de um milhão de cópias no primeiro dia! nos EUA, Inglaterra e Canadá). No Brasil, a versão em Português estará à venda a partir do fim de Novembro. "O Símbolo Perdido" será publicado pela Editora Sextante, que lançou um site exclusivo para o livro, onde o leitor pode encontrar além de estórias curiosas - como a de um islandês que irritado com a demora e impaciente para ler o livro em sua língua, invadiu a gráfica que preparava o livro para lançamento em Islandês e roubou um dos originais - um cronômetro com contagem regressiva para o dia do lançamento no Brasil. Efeitos do fenômeno Dan Brown. Ainda que críticos e intelectuais tentem destruir a reputação do escritor, sua popularidade jamais foi arranhada. Lido em todos os cantos do universo, o escritor é um indiscutível sucesso, e cada novo livro uma explosão de vendas, fonte de milhares e milhares de dólares, euros, reais, pesos, libras, yens,...

Divertimento garantido, mas não espere demais! Boas horas de entretenimento, mas sem a profundidade e o conteúdo de verdadeiros bons livros, aqueles que nos marcam para sempre.
Cristina Pereira (Zurique, Switzerland)

Um comentário:

Marcelo Candido Madeira disse...

Legal a resenha! Me deu vontade de ler o livro.