A Revista Íntegra, após cinco anos de publicações, chega ao fim.
Convidamos você a conferir esta última edição. Saiba mais...

quarta-feira, 26 de março de 2008


Gostaria de questionar, não sobre o conteúdo de e-mails que lotam as nossas contas, sempre botando pra baixo o atual governo brasileiro, seja ele qual for, mas questionar o porque pessoas gastam seu tempo em atitudes como esta.

Mas e quem o faz? Quanto recebe? Em reais, em euros ou em dólares? Admiro o ponto criativo, mas qual é a solução?

Que não me levem a mau, nao é uma crítica, como já disse admiro a criatividade, a pesquisa e o estar bem informado, mas gostaria tanto de receber e-mails com projetos sociais ou culturais, e-mails que proponham mudanças num âmbito maior do que as contas gastas pelo governo, pois temos problemas semelhantes também fora do Brasil.

“Allora”, faz um ano que moro na Itália, não voltei mais para o meu país neste tempo. Tenho contato com muitos amigos, familiares que estão lá. Sei que existem dificuldades econômicas, sociais e políticas, como existem no mundo inteiro. Aqui na Itália, por exemplo, também temos problemas de corrupção, problemas de políticos que dormem durante congressos no senado, com a monopolizaçao dos meios de comunicaçao, com a competiçao, com o lixo e a interminável luta pelo poder.
Sendo assim, jamais direi que Italia, Suíça, Bélgica, Holanda ou qualquer país é melhor ou pior que o Brasil, ou seja, os problemas, cada qual na sua lavanderia, devem ser resolvidos de acordo, e neste acordo estão também as pessoas que insistem em criticar os pontos negativos e não gerar soluções. Então, pergunto para estas pessoas que investem o seu tempo e sua criatividade nestes e-mails, o que fazem além disso? Algo de prático para “o seu mundo”. Quero realmente saber! Porque como ja falei, nós aqui na Itália também contamos com inúmeros problemas. E como acredito que a “uniao faz a força”, creio que a união que faz essa força pode ser muito mais forte se é feita para o bem, para ressaltar os pontos bons de um governo, de um país, de uma família.

Portanto vocês, meus caro colegas, que dão o seu precioso tempo a estes tipos de e-mails e ao criadores e pesquisadores bem informados que acreditam que precisam abrir os olhos do mundo para esta sacanagem que rola, compartilhem conosco sobre seu trabalho, suas ações, seus planos com a comunidade, para que possamos juntos construir um mundo melhor, ou vocês acreditam que só porque vivo na Itália não me preocupo mais com a Floresta Amazônica? Nos também respiramos aqui! E acreditamos que cada um pode fazer e dar do seu melhor...


Jaciara Polese – Ferrara, Itália

2 comentários:

Anônimo disse...

Isso mesmo Jaci!!! eu acho esses emails que te ensinam a viver zen com vc, a achar a cachorrinha do fulano, com piadinhas mis, sobre as belezas do mundo, sobre isso e aquilo da politica o ó do borogodó. Se cada um passasse mais tempo, que passa mandando esses textos bobos, fazendo algo que prestasse, ja estaria fazendo a sua contribuicao à sociedade.
Arrasou.
Cecilia

Paula Seben disse...

Oi Jaci

É tão bom ler os textos dos outros né? Sabe que eu nunca tinha me dado conta disso? Ultimamente sequer tenho tido o trabalho de abrir emails que não tenham pelo menos um bom assunto. Acho também que todos os governos e países têm seus problemas, alguns talvez muito piores do que no Brasil. Adorei o blog!!
beijos